1 de Setembro de 2014


Daqui.

(peço desculpa por não aparecer nenhuma latinha de atum)

27 de Agosto de 2014

Coisas que m'apoquentam #3

Lojas sem preços dos produtos visíveis. Ainda hoje entrei e saí de uma perfumaria por causa disso.

25 de Agosto de 2014

Coisas que m'apoquentam #2

Sexta-feira passada andei por Lisboa a passear com um amigo holandês e namorada alemã. Entre ofertas de coca e haxe, foi abordado 11 vezes na rua, ao ponto de já se começar a rir às gargalhadas nas últimas vezes, com os tipos a afastarem-se, desconcertados com a reacção. Um dia, 11 vezes. 

(eu fui abordada 0 vezes, parece que é uma espécie de caça ao loiro)

13 de Agosto de 2014

Coisas que m'apoquentam

Cá por coisas frequento quase diariamente uma papelaria/quiosque/tabacaria de uma terra pequena. Aquilo ao que vou é uma única transacção rápida, mas quase sempre tenho de esperar na fila bastante tempo, devido ao volume de euromilhões, raspadinhas, e outros jogos da sorte que os clientes à minha frente vão processar. Hoje, estive uns bons 10 minutos à espera de ser atendida, com uma única cliente à frente a processar inúmeros totolotos ou lá o que é, mais raspadinhas e a comprar mais, até que depois de um prémio de 4€ ainda pagou mais 18€ pelo resto, sendo alguém que, enfim, ganhará pouco mais do que o ordenado mínimo. E sem me querer imiscuir onde o pessoal gasta o seu dinheiro, ganho com o seu trabalho, era o que faltava, mas não tendo eu hábitos de jogo, a verdade é que fiquei ali a matutar se será normal uma renda de cerca de 20€ semanais para gastar em algo hipotético. E depois lembrei-me do BES e do BPN e tudo começou a fazer sentido.

23 de Julho de 2014

Publicidade não encapotada


Os Planeta Fluffen já são conhecidos aqui do blog, e volta e meia pedem-me que os ajude a divulgar os seus espectáculos, desta feita um espectáculo cómico de solidariedade, "Pulgas e Carriços", com a participação do Ricardo Carriço, a decorrer no Teatro Villaret no dia 1 de Agosto, como parte do festival de comédia Villari-te 2014. 

 Durante o ano 2014 o grupo de comédia musical Planeta Fluffen comprometeu-se com o Teatro Villaret em organizar uma série de espectáculos em que a bilheteira reverterá totalmente para diferentes instituições de solidariedade. Neste caso, todos os lucros reverterão para a Associação Confluência, associação que promove a cultura, a arte e todas as formas de expressão da língua portuguesa. 

O espectáculo decorrerá pelas 21:30 no palco principal do Teatro Villaret. 

 Link para bilheteira

Sabem aquela coisa da publicidade encapotada?

"Esta iniciativa consiste em colocar um link do nosso cliente (grupo XXXXX que opera no mercado de jogos online) no artigo a publicar no seu site. 

Este artigo tem que permanecer activo por, pelo menos, 12 meses (sem necessidade de ficar na página principal ou de ter qualquer tipo de destaque). 

O link que segue no artigo tem que ser “follow” e o artigo nao pode ter qualquer referencia a post patrocinado, publipost, guest post, post convidado, post pago, patrocinado, publieditorial ou semelhante."


Excerto de um mail recebido hoje.

22 de Julho de 2014

Sexismo e coiso

Hoje calhou pôr-me a ver o 5 para a meia noite, onde estrevistavam a jornalista desportiva Inês Gonçalves (que calha ser ao mesmo tempo mulher e bonita). Da entrevista retive as seguintes perguntas:

- como é estar na festa da mangueira?
- e os saltos altos?
- os piropos que recebe?
- se a comparavam à namorada do Casillas?

Foi muito lindo. Fiquei muito elucidada sobre jornalismo desportivo.

(agora vou só ali tentar que o meu olho pare de tremer por ter escrito este post sem praguejar)

4 de Julho de 2014

Ainda não tive tempo de descarregar as fotos mas...

Sabem aqueles pãezinhos de coisas (azeitonas, nozes, e cenas assim) muito bons que agora se vendem em tudo o que é padaria gourmet? Também se vendem em toooooodas as padarias boulangeries francesas. A metade do preço.

Mas as leituras têm de ser obrigatórias na escola?

Li A Menina do Mar. E A Fada Oriana. E O Papaz de Bronze. E O Cavaleiro da Dinamarca. E A Floresta. E Os Contos Exemplares. E não eram obrigatórios. Os meus pais limitaram-se a comprá-los e a oferecer-mos, quando já sabia ler.

18 de Junho de 2014