5 de fevereiro de 2011

Exactamente


um texto obrigatório da Rititi, com quem concordo absolutamente. Ide ler, ide.

14 comentários:

  1. Faço minhas as suas palavras!

    ResponderEliminar
  2. De facto, é um blogue pouco dado a intimidades...
    Faz lembrar as prostitutas que passam o dia a fazer fellatios mas beijos na boca é que não(mas só desde o Pretty Woman).

    ResponderEliminar
  3. Blog dado a intimidades, onde, pá? Não concordo mesmo nada (nem gosto da analogia escolhida, diga-se de passagem), mas talvez me possas elucidar.

    ResponderEliminar
  4. Mas o blog da Rititi fala do quê e de quem?

    «Nos sete anos que existe o Blogue Rosa Cueca já aqui contei de tudo: idas à Tailandia ou à Grécia, carraspanas terríveis e ressacas de cavalo, visitas a museus, a morte da minha gata Lucrécia, a mudança de casa, as minhas viagens à Grande Alface e a Espinho. Os que me seguem há mais tempo sabem dos meus filmes e pratos favoritos, como me sinto em paz no Alentejo, no monte, o que penso sobre o aborto, as corridas de touros, o cabrão do lenço na cabeça e os gajos que vão às putas. Já declarei mil vezes o amor ao Mr. Pinheiro, já elogiei amigos, já dei prémios aos melhores bloggers, já mandei muita gente pró caralhinho também. Percebo que haja desse lado do ecrã gente que ache que me conhece bastante bem, claro, depois de sete anos de escrita compulsiva que vem da urgência de escrever e ser lida e, porque não, de um certo exibicionismo. Acontece que nos primeiros post sobre os efeitos da maternidade no meu quotidiano, reparei que esse exibicionismo tem um limite: os meus filhos.»

    Não sei como podes não gostar de uma analogia que faz corresponder filhos a beijos.

    ResponderEliminar
  5. Conheces o blog, por acaso? Costumas lê-lo? É que apesar da descrição aqui em cima, nunca achei que fosse um blog onde se expusesse a intimidade da vida privada - tal como creio que o meu não seja.
    A analogia, sabes bem, é pouco elogiosa.

    ResponderEliminar
  6. Não só conheço o blog (embora reconheça que superficialmente, que no fundo é toda a profundidade que tem) como te respondi com palavras da própria.

    Não fui eu que a chamei de exibicionista ou que disse que falava sobre muitos aspectos da sua vida(vamos começar a discutir onde começa o «privado»? Já tentaram, não conseguimos).

    Uma analogia é apenas uma analogia.
    Ao que parece, pelo que me tenho apercebido, as prostitutas defendem que ao não beijarem guardam uma parte da sua dignidade; a Rititi, ao não colocar fotografias, defende guardar parte da sua intimidade (apenas parte, o resto expõe, daí a utilização da palavra «limite»).
    Não sei porque é que a intimidade de uma pessoa poderá ser mais importante que a dignidade de outras.
    É pelo facto de a analogia se fazer com prostitutas? Se me lembrasse de outra talvez tivesse escrito. Ou não.

    ResponderEliminar
  7. E agora deixo o resto da discussão para mais tarde que tenho de fazer o almoço. Tenho a mulher no ginásio e a filha no banho.
    Ai, que já expus a minha intimidade. Mas ao menos não postei fotografias.

    ResponderEliminar
  8. Ou não leste o texto, ou simplesmente queres desconversar. Não tem a ver apenas com postar ou não fotos, mas simplesmente não expor a intimidade dos filhos. Ponto. Ou seja, não se trata de partilhar tudo, excepto as fotos.
    Uma coisa é expormos a nossa vida, tomando essa decisão, outra é expor a de quem não tem essa escolha, neste caso os filhos, seja com fotos, com conversas, com relatos de episódios, etc. O que me parece uma atitute louvável numa época em que se posta a dilatação via telemóvel quando se está na maternidade.

    (e agora vou trabalhar, com licença.)

    ResponderEliminar
  9. Ó Luna, isso é apenas afirmar o óbvio.
    Mas eu prometo não falar mais mal (acho até que até nem falei mal, mas vá lá) ou fazer analogias com a Rititi. Ou com prostitutas. A não ser que seja com a Johansson.

    ResponderEliminar
  10. Embora não veja aqui O post sobre o que fizeste depois da meia-noite, aqui vai: Parabéns, Luna!

    ResponderEliminar
  11. Parabéns Luna!
    Desejo-te um fantástico ano e muita saúde!

    Vou continuar a seguir o teu Blog.

    http://hummlifeasitis.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  12. Querida Luna (sim, porque eu trato toda a gente por querida) foste das primeiras pessoas que conheci aqui nesta esfera. Sendo assim, não podia deixar de te dar os parabéns, pelo teu aniversário. Se não fosse a Pólo Norte Maria, eu lá percebia o que era o 31?! Pensava que te tinhas metido nalguma alhada (31)...

    ResponderEliminar
  13. giro isto, não é? e o Aborto, a decisão é de quem e a vida é de quem? pois é...

    ResponderEliminar