25 de novembro de 2011

Auto-análise

Cada vez que leio o meu blog fico espantada com a minha capacidade de falar sobre nada.

12 comentários:

  1. ahah tb faço isso e chego a essa conclusão!

    ResponderEliminar
  2. Escrever sobre nada e ser plagiada no processo ;)

    ResponderEliminar
  3. Eu percebo a escolha do supermercado - tem uma certa ironia e é muito doméstico, essas coisas geram sempre empatia (com os leitores que já se tem). Mas fingido não funciona tão bem...

    ResponderEliminar
  4. Sim, funciona quando se tem com os leitores uma relação como eu tenho, em que falo de coisas insignificantes do meu dia a dia que fazem sentido na linha do blog e dos dramas de emigra que vou contando.

    ResponderEliminar
  5. As coisas insignificantes são importantíssimas. Hoje tive um desaguizado com a minha base de cama rebatível que não me deixa concentrar no trabalho.

    ResponderEliminar
  6. Então e eu que não dou uma pra caixa? Já te disse q hj tenho o cérebro feito em m@da? O que achaste da minha crónica sobre o Twilight, ah? Aquilo é que é conteúdo!

    ResponderEliminar
  7. Assim sendo, quando tiver um blog já sei onde é que me hei-de inspirar. Ou dará muito nas vistas?

    ResponderEliminar
  8. Andamos, portanto, a escrever sobre o mesmo --'

    ResponderEliminar
  9. Falares e não dizeres pode abrir-te as portas de um ministério ;)

    ResponderEliminar
  10. sofro exactamente do mesmo :) mas nao ando à procura de cura! aahahha

    ResponderEliminar
  11. Às vezes falar sobre nada também faz bem. ;)

    ResponderEliminar