7 de novembro de 2012

Eu explico




Note: Obama's response has since been verified as genuine by an official spokesperson

As transcrições e contexto encontram-se no post original, mais uma vez do Letters of Note.


O que teria respondido o Romney? Pois.

44 comentários:

  1. O Cavaco sabemos nós o que responderia: nada.

    ResponderEliminar
  2. O Romney não só não respondia, como mandava queimar a carta e envelope, e desinfectar tudo e todos onde tivesse tocado. O bicho pega-se, sabias?

    (um gajo que acredita num profeta que falava com um chapéu, e que jesus era americano. good grief)

    ResponderEliminar
  3. Eu estava mais a pensar numa resposta tipo: os teus pais são uma aberração e as suas almas vão arder para sempre na eternidade do fogo infernal.

    ResponderEliminar
  4. E embora eu discorde do que pudesse dizer o Romney, estava no direito a exprimir a opiniao dele. Felizmente (achamos nós) que o povo americano decidiu apoiar as opinioes do Obama, mais que as do Romney.

    ResponderEliminar
  5. Ninguém disse o contrário.

    ResponderEliminar
  6. Ninguém contesta o direito a ser um cretino, e se o Mitt o exerce. Desde cedo, aliás, como atesta uma certa fotografia dele e compinchas de notas na boca e mãos.

    ResponderEliminar
  7. Fiquei com lágrimas nos olhos. Fiquei mesmo.

    ResponderEliminar
  8. Simplesmente maravilhoso. Faz mesmo acreditar num mundo melhor.

    ResponderEliminar
  9. "Eu estava mais a pensar numa resposta tipo: os teus pais são uma aberração e as suas almas vão arder para sempre na eternidade do fogo infernal."

    Por acaso o Romney é a favor da adoção entre pessoas do mesmo sexo.
    E ao contrário de todas as outras coisas em que acredita (ou diz que acredita, porque acho que as pessoas têm todo o direito de mudar de opinião, mas mudar todas as nossas opiniões em todas as matérias já não me parece muito normal), manteve essa posição sempre ao longo da campanha.

    ResponderEliminar
  10. Já agora, o Maine e Maryland aprovaram o casamento entre pessoas do mesmo sexo, e Washington é muito provável que o faça (ainda não há resultados definitivos).

    http://www.huffingtonpost.com/2012/10/31/washington-referendum-74-gay-marriage_n_2050539.html?utm_hp_ref=gay-voices

    ResponderEliminar
  11. Ok, nao sabia.
    Depois das aberrações das declaraçoes sobre violaçao etc, por acaso estava convencida de que o Romney tivesse uma visão menos liberal da questão.

    ResponderEliminar
  12. e isto?

    http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=I6sPCSJu31U

    "we love you" "we love you back", lindo!

    ResponderEliminar
  13. "Depois das aberrações das declaraçoes sobre violaçao etc, por acaso estava convencida de que o Romney tivesse uma visão menos liberal da questão."

    excepto que ele nunca disse sobre isso. quem o fez foram outros senadores/congressistas, não ele.

    ResponderEliminar
  14. Sim, aposto que o Romney tem uma mente suuuuuuuuuuuuuuper aberta.

    ResponderEliminar
  15. sim, eu sei que nao foi ele quem disse, mas congressistas do seu partido e campanha.
    já as lindas declaraçoes sobre os 47% de safados preguiçosos americanos que se achavam no direito a ter um sistema de saúde e a habitaçao digna, essas foram mesmo dele.

    ResponderEliminar
  16. "Sim, aposto que o Romney tem uma mente suuuuuuuuuuuuuuper aberta."

    existe alguma razão específica para dizeres isso ou é preconceito logo de partida?


    quanto aos 47%, o que ele disse foi que havia 47% da população q estava dependente do governo e que achavam q era função do governo fornecer-lhes todo o tipo de serviços, sem esforço nenhum da sua parte; e que essa população iria votar no presidente obama e q ele não conseguia chegar-lhes fizesse ele o que fizesse. A palavra chave ali é "entitled".

    não foram obviamente as mais felizes declarações nem as mais inteligentes, mas vindo de um partido e de uma sociedade que encaram o governo como obstáculo e que estão habituados desde o pioneering time a cuidar de si sozinhos, onde é que isso é escandaloso ou absurdo?

    podes concordar ou discordar, mas o único crime ali foi ele à partida hostilizar logo 47% dos eleitores meio gratuitamente. A conversa toda era sobre estratégia eleitoral. podes ver o video aqui:
    http://yt.cl.nr/nvqHERTcytI

    ps: não sei se já percebeste que:
    a) existia mais q 2 escolhas
    b) só pq uma das escolhas era má, não quer dizer automaticamente q a outra seja melhor ou boa.

    ResponderEliminar
  17. De entre as duas escolhas reais possíveis, acho que o Romney seria francamente pior, dai que fique muitíssimo aliviada que não tenha ganho. Posso? Obrigada.

    (e não vou discutir o assunto, porque para dizer a verdade, não me apetece)

    ResponderEliminar
  18. poder poder podes claro. E eu posso discordar ou nem por isso?

    O q me espantou e o q me levou a vir aqui "botar faladura" foi mesmo que apesar de obama ter mais mortos na consciência do qq outro presidente (sem entrar em conta com "guerras reais") americano e mesmo assim ainda haver pessoal q o apoia indiscrinimademente como se fosse 2008 e a aura de santo ainda lhe caisse bem...

    como dizia um comentador daqueles sítios, "se o presidente bush achava q alguém era um terrorista, sequestrava-o, torturava-o e aprisionava-o. Obama simplesmente manda assassiná-lo".

    Podes achar q a outra opção seira pior, até posso concordar mas não percebo pq o entusiasmo nem o alívio.

    ---


    e fechando a loja da discussão, Izzie: os mormons não acreditam q cristo era americano. uma ida à wikipedia de vez em quando não faz mal ao computador ouvi dizer...

    ResponderEliminar
  19. ah sorry, esqueci-me d 1 ponto: as outras opções eram perfeitamente reais, o seu nome estava no boletim de voto, se fosses US citizen podias ter votado neles.

    A páginas tantas há q escolher se se quer compactuar com o fim do estado de direito e a erradicação das "civil liberties" lá do sítio ou não.

    ResponderEliminar
  20. e quem disse que não poderia ter votado? ;)

    disse reais da mesma forma que em portugal a escolha real cai entre ps e psd, ou seja, referia-me em termos práticos.

    ResponderEliminar
  21. @ LJ, se os primitivos americanos eram cristãos, então Cristo esteve na América antes ou depois de estar na Palestina? Estou confusa. Nasceu na Palestina e depois emigrou para a américa? Ou os índios eram palestinos que emigraram para a américa? Mais confusa. Preciso de um timeline. Ah, tudo se resolve se admitirmos que o Joe Smith era um bullshitter, um con artist (condenado e tudo) que inventou aquilo, não?

    ResponderEliminar
  22. Izzie, não esquecer que os negros (ou escurinhos em geral, vá) são descendentes de Caim, e como tal, uma raça maldita. Oh, all so lovely!

    ResponderEliminar
  23. http://nowscape.com/mormon/negro.htm

    ResponderEliminar
  24. "Preciso de um timeline."

    cristo nasce na palestina, é crucificado, ressuscita e aparece aos nefitas, descendentes dos judeus q navegaram até às américas e lá residem, onde espalha a sua mensagem.

    Mas portanto a questão aqui é q o tipo q nasce d uma virgem, aos 12 prega lições sobre as escrituras aos sacerdores do tempo, é crucificado, ressuscita e sobe aos céus, não pode ter viajado até às américas para pregar lá certo? sim, parece-me credível...

    já agora, há alguma escala de inacreditável q diga q os eventos miraculoso e divinos onde uma religião se baseia são ou não veríricos? gostava de a conhecer...

    ResponderEliminar
  25. "Izzie, não esquecer que os negros (ou escurinhos em geral, vá) são descendentes de Caim, "

    luna, esse link q puseste não tem uma única referência ao livro de mormon. ou seja, não duvido q a alguns ou todos os membros igreja achem isso, mas não estando nas escrituras deles, dificilmente se pode implicar à religião inteira esse pecado.

    ResponderEliminar
  26. Pois, de facto eu nao li o livro - para ficção científica prefiro outras coisas - mas tem citaçoes dos seus fundadores.

    ResponderEliminar
  27. já agora, pelos vistos essa crença dos "escurinhos" serem descendentes de caim é bem mais antiga que os mormons:

    Early church exegesis
    In Syriac Christianity, early exegesis of the "curse" and the "mark", associated the curse of Cain with black skin.[18] Some argue that this may have originated from rabbinic texts, which interpreted a passage in the Book of Genesis ("And Cain was very wroth, and his countenance fell" (Gen. 4:5), suggesting that Cain underwent a permanent change in skin color.

    http://en.wikipedia.org/wiki/Curse_and_mark_of_Cain

    ResponderEliminar
  28. "Pois, de facto eu nao li o livro - para ficção científica prefiro outras coisas - mas tem citaçoes dos seus fundadores."

    é muito bom.. recomendo ;-) dei uma vista de olhos mas são demasiadas páginas para ler com atenção.

    mas se me arranjarres algum livro religioso sem cenas inacreditáveis ou absurdas, avisa.

    quanto às citações dos fundadores, aplica-se o mesmo preceito que no Direito. O q importa é a Lei, não o que diz depois o a(s) pessoa(s) que a escreveram.

    ResponderEliminar
  29. E isso serve para provar o quê? Que religiões com mais de mil anos podem conter afirmações tão absurdas como religiões com menos de 200?

    De resto, sou ateia convicta, pelo que é mau argumento para mim: acho no geral tudo absurdo.

    ResponderEliminar
  30. E isso serve para provar o quê? Que religiões com mais de mil anos podem conter afirmações tão absurdas como religiões com menos de 200?

    De resto, sou ateia convicta, pelo que é mau argumento para mim: acho no geral tudo absurdo.

    ResponderEliminar
  31. Não disse que acho os evangelhos credíveis. Mas é mais desculpável há 2000 anos, que todas as derivações "cristãs" que entretanto surgiram. O Joe podia ao menos ter inventado uma coisa mais original, vide Ron Hubbard - que é ficção científica em mais sentidos que um.
    Ah, e a cena da virgem? é um erro de tradução.

    ResponderEliminar
  32. E a cena do chapéu mágico? O chapéu mágico é do melhor.

    ResponderEliminar
  33. btw, há um episódiio de south park muito bom sobre a cena da tradução das placas de ouro com o chapeu. :)

    ResponderEliminar
  34. mas qual chapeu? essa é nova. a única referência q encontrei foi isto:

    http://en.wikipedia.org/wiki/Seer_stone_(Latter_Day_Saints)

    mas o q diz é que ele guardava essa tal pedra q lhe tinha sido dada por um anjo e q servia para traduzir as placas das escrituras, num chapéu, não q o chapéu era mágico. hei de tentar encontrar esse do southpark.


    mas d qq modo o ponto era q sim, é tão aceitável uma religião ser "pouco credível" agora como há 2000 anos. ou criticas os fundamentos religiosos de todas por igual, ou parece-me logicamente errado/falso focar-se nos desgraçados dos mormons. e acima de focar-se com argumentos falaciosos ou "innacurate" (qual é a palavra em 'tuguês para isto? )

    i.e. o obama tb é religioso, cristão e praticamente e isso não foi usado como "arma" contra ele. pq é deveria ser contra o romney?


    quanto ao ron, o q me preocupa são as práticas da igreja dele, não os fundamentos religiosos da coisa. eu até pedia um livro da história de Xenu a algum scientologista mas eles não só não dão as escrituras (como os mormons) como até as fazem pagar bem caro e proibem alguém de as divulgar..

    ResponderEliminar
  35. e só por causa disto, abri ao calhas o livro de mormon (deixando q o senhor me iluminasse) e transcrevo o primeiro paragráfo q li:


    "E vi também ouro e prata e sedas e escarlatas e linho finamente tecido e toda espécie de vestimentas preciosas; e vi muitas meretrizes."

    não sei onde é mas já me parece um bom sítio! :P isso e este pessoal religioso tem uma pancada do caraças com as meretrizes. mais até do q os ateus heterossexuais. aliás, no sentido em q vai a playboy.pt qq dia mais vale ler livros religiosos, tem textos mais giros...

    ver: http://arroganciadajuventude.net/?p=1177

    ResponderEliminar
  36. @ Luna: do que me foste lembrar, esse episódio é um clássico.

    @LJ, só para si, vou deixar uma passagem do livro de Izzie (escrito nas fímbrias do meu ser a fogo, e quem disser que é azia é má pessoa): "E naqueles tempos caminhava na terra um monstro de um olho só, e esse olho era o farol da sua ambição; da boca escorria-lhe a seiva da ganância e sede de mais alimento, pois o monstro tinha um bucho sem fundo. O bicho peçonhento percorria as terras engolindo as gentes, e nada saciava a sua fome." Acho que é uma profecia sobre capitalistas selvagens e assim, mas não quero influenciar os meus seguidores.

    ResponderEliminar
  37. É por causa destes debates que arrumo as religiões todas no mesmo canto e pode passar-se a discutir cenas interessantes. Como os fatos especiais que protegem do mal. Isso sim, tem interesse.

    ResponderEliminar
  38. "http://nowscape.com/mormon/negro.htm"

    Não me parece propriamente muita justa estar a insinuar que só porque havia gente ligada à fundação da religião Mormon que era racista (esse link até podia ir muito mais para o presente porque só nos anos 70 é que negros foram admitidos na Igreja - e se quisessem ainda hoje podiam não ser admitidos, porque as leis anti-discrimação nos EUA não se aplicam a igrejas), que automaticamente todos os que a sigam atualmente a doutrina Mormon o sejam.
    Os primeiros presidentes americanos também tinham todos escravos, e não é por isso que alguém se lembra de dizer que o Obama é apoiantes da escravatura só porque ocupa o mesmo cargo (ou que acha que as mulheres devem lealdade aos homens só porque é cristão, etc., etc., dificilmente algum de nós não gosta de algo que teve gente deplorável no passado a apoiar a mesma posição).

    ResponderEliminar
  39. O Obaminha é um fofo. Milagreiro? Não. Mas bem intencionado e humano, a transmitir esperança às pessoas. Será que não tem um gémeo para ocupar o lugar da Sra. Merkel?

    ResponderEliminar
  40. A 19º EDIÇÃO GRATUITA DO FANZINE EPISÓDIO CULTURAL ESTÁ SENDO DISTRIBUÍDA EM FORMATO PDF.
    CASO DESEJE RECEBÊ-LA, INFOEM SEU E-MAIL, OK? OU ESCREVA PARA machadocultural@gmail

    FALE COM CARLOS (poeta/editor)

    ResponderEliminar
  41. Ambas as cartas são uma inspiração. Por cá, qualquer dia regredimos até nessa matéria, considerando o governo actual. Não fossem as finanças a questão urgente, já o teriam feito.

    Quanto ao assunto eleições americanas, vi muitos comentários no Facebook a desdenhar o interesse português nas eleições porque os americanos jamais teriam interesse nas nossas. Ainda somos assim tão básicos? Será que esta gente pensa que o resultado não tem implicações para a política e economia mundial e nacional? Orgulhosamente sós? Enfim.

    PS - Não recebes ofertas e convites das marcas mas dás entrevistas para jornais, relativamente a questões mais pertinentes. You go girl! ;)

    ResponderEliminar
  42. Ainda nem li, ainda estou à espera que me mandem o pdf. De preferência com umas amostras de amaciador de cabelo. :)

    ResponderEliminar