17 de novembro de 2012

Pequenas (grandes) coisas

Na quinta-feira fui jantar com uns amigos a um restaurante despretensioso, de hamburguers, onde já fomos várias vezes, e de repente põem o seguinte prato à minha frente:


e de repente quase me comovo e porquê? Porque este prato é da colecção descontinuada Acapulco, da Villeroy & Boch, que a minha mãe coleccionou pouco a pouco a cada salário, ainda solteira, há mais de 30  anos, e que é o serviço onde comi desde que me lembro de existir. E de repente, senti-me a jantar em casa. E quase quis ligar à minha mãe a dizer que tinha à frente um prato dela... e como ela acharia piada...
Mas a surpresa foi ainda maior quando, no dia seguinte, ao abrir a gaveta da minha secretária no trabalho, lá estava o prato, que um colega (que percebeu o significado que tinha para mim) pediu para levar sem eu me aperceber. E agora tenho um prato da minha casa em Portugal na minha casa na Holanda, e fico mais contente sempre que olho para ele, como uma jóia colorida só para mim no meio de pratos brancos do ikea.

44 comentários:

  1. Pequenas coisas que nos fazem lembrar do nosso país! É reconfortante :)

    *

    ResponderEliminar
  2. Ela ia achar piada de certeza...

    (agora vai la ao restaurante e gama o resto do serviço! :P )

    ResponderEliminar
  3. Eu achei que te tinhas comovido porque o "bruga" tinha mesmo bom aspecto... mas entendo, o prato tem história. :)

    ResponderEliminar
  4. Oh, a nossa mãe e a nossa casa são sempre a maior fonte de conforto :) Amigo fofinho esse :) Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. No final, são sempre as pequenas coisas que ficam...
    (belo amigo!)

    ResponderEliminar
  6. Um cheirinho de casa, portanto. Beijo

    ResponderEliminar
  7. Não há nada como estas pequenas coisas para nos fazerem felizes.
    Beijos

    ResponderEliminar
  8. Já consideraste a hipótese de o pôr na parede?

    Eu tenho as 4 estações e adoro.
    Mais, juntas com a loiça de servir e arriscas uma lasca aqui, outra ali senão mesmo parti-lo.

    É uma sugestão ;)

    (o prato é um must e lembro-me bem dessa colecção)

    ResponderEliminar
  9. Arrepiei-me a ler este post... percebo tão bem como te sentes, mesmo não estando no estrangeiro, mas recordações de infância, enquanto Ela ainda fazia parte da minha vida, é algo que me aquece o ♥, apesar da saudade e da falta...

    ResponderEliminar
  10. Comovi-me imenso com este post (sou uma 'menina'). )Já agora, e estragando totalmente o sentimento do post, vou ter que perguntar...esse é um restaurante de hamburgers biológicos aqui no burgo?)

    ResponderEliminar
  11. pequenos (grandes) gestos. maravilhoso.

    ResponderEliminar
  12. Agnes: nao conheces o FF (Fresh & Fast)?! Fica numa das ruelas que vai da Peterskerk para o Rapenburg, em frente ao edificio da faculdade (o da entrada para o hortus). Não só tem hamburgers maravilhosos de 200g, como pratos do dia: peixe, carne, vegetarianos, etc.

    ResponderEliminar
  13. Eu não sei o que é estar fora do nosso país, dos nossos mais que tudo, pais e família, da nossa "home sweet home". Não sei, mas tenho a certeza que são pormenores destes que trazem alento e paz ao coração ;)

    http://so_risoincognito.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  14. Luna: nunca lá fui, mas então é o mesmo que me disseram :P Já ouvi falar tão bem que tenho que lá ir um dia destes!

    ResponderEliminar
  15. Não é o país, não é o prato, não é a recordação. Eu e tu sabemos o que é.

    ResponderEliminar
  16. Comovida com o gesto do teu amigo também :) Já agora, o prato é lindíssimo! Não parece nada pertencer a uma linha tão antiga.

    ResponderEliminar
  17. Adoro este tipo de coincidências, é uma sensação de magia! Quando estamos fora, os objectos que nos lembram certas situações ou pessoas são um tesouro.

    ResponderEliminar
  18. so pretty. a história e o gesto de quem o mandou guardar para ti.

    ResponderEliminar
  19. Ainda há colegas queridos! Bonito de ler :)

    ResponderEliminar
  20. Este post aqueceu-me o coração, obrigada por o fazer. ;D

    ResponderEliminar
  21. é bom estas pequenas coisas :)

    ResponderEliminar
  22. O teu amigo foi mesmo, mesmo atencioso!
    Foi uma atitude simples mas às vezes são essas que nos proporcionam mais felicidade...

    ResponderEliminar
  23. Ah!
    E eu devorava esse hamburguer num minuto!
    Tem cá um bom aspecto!

    ResponderEliminar
  24. opá que lindo...
    Luna, minha filha, e esse amigo, hã? não dá pra mudar o estatuto? que gesto mais lindo o dele... comovi-me aqui, pá.
    Bjo

    ResponderEliminar
  25. O amigo, minha gente, eu a brincar costumo chamar de "meu filho", e tem uma namorada amorosa que estava lá e ajudou a fazer o truque todo. :)

    ResponderEliminar
  26. O amigo é dos que é para manter. Hoje em dia pouca gente se lembraria de tal gesto.

    ResponderEliminar
  27. Que amigo querido. You're lucky. :)

    ResponderEliminar
  28. Que post tão...! <3

    (pronto, faltou-me a palavra para o classificar)

    Anyway, tenho que ir ter contigo outra vez ter contigo para jantarmos num qualquer restaurante despretensioso outra vez ;)

    ResponderEliminar
  29. Há pequenas coisas que significam o Mundo para uma pessoa! :)

    ResponderEliminar
  30. Provavelmente isto vai soar muito estranho mas uma das coisas que me dava muitas saudades do meu pais, quando em trabalho no estrangeiro, era ver a Roupa a secar nos estandais...não havia.
    : (

    ResponderEliminar
  31. isto trouxe-me lágrimas aos olhos. são estes os meus posts favoritos da tua parte. os que te saem do fundo mais verídico da alma.

    ResponderEliminar
  32. Bolas, comovi-me. :)
    Sei tão bem como isso é...

    ResponderEliminar