18 de fevereiro de 2014

Juro que não estou a gozar

Agora a sério, mas afinal a granola come-se com quê?

35 comentários:

  1. A mim só me ocorre "granola Vila Morenaaaaa", portanto já percebeste a utilidade que tenho para o tópico...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahaha juro que ainda não percebi a febre...

      Eliminar
    2. ahahahahahahahahahahhahahahhahahah

      Eliminar
  2. Eu também não sei mas tenho ideia que fica colada ao céu da boca.

    ResponderEliminar
  3. Ógrute, não? Nunca experimentei.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não sou grande fã de ógrutes, está explicado.

      Eliminar
  4. Com tudo aquilo com que se comem os cereais :)

    ResponderEliminar
  5. Iogurte, leite....ou estilo pipocas :)

    ResponderEliminar
  6. Bem, eu já como granola há anos e sempre gostei muito. Mas, agora, que descobri a caseira, então, deliro. Come-se com leite, iogurte ou como petisco, à mão.

    ResponderEliminar
  7. Portanto uma pessoa substitui os corn flakes ou special K por uma versão 10 vezes mais açucarada e calórica para ser saudável?

    (também nunca gostei muito de leite com cereais nem papas)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha, eu vou-te ser franca, nunca experimentei, mas a Nídia mandou-me a receita e tudo pq faz em casa.
      Basicamente mistura-se a granola que é um cereal no fundo, com amêndoas, passas, alpista, cenas q te fazem ir à casa de banho arrear o calhau, mas que como levam com mel por cima ficam mais doces e comem-se essas coisas com iogurte ou com leite frio.
      Vou-te mandar a receita da Ni pra tu perceberes a coisa.

      Eliminar
    2. Porque é que a Luna está a assumir que a escolha de granola ao invés de corn flakes é feita com base no que é ou não saudável e não na base de ser mais saboroso (segundo o gosto pessoal de quem faz a escolha)?

      Eliminar
    3. 1. porque de repente virou moda, conjuntamente com bagas goji, sementes de linhaça e todas outras coisas que se tornaram mainstream no mundo dos blogs

      2. porque esses blogs onde aparecem são essencialmente blogs que promovem a ideia de alimentação saudável, dietas e coisas instagramáveis estilisticamente correctas

      3. no seguimento do post anterior, esses blogs não apresentam side by side com fotos de granola uns belos pasteis de nata ou bolos de chocolate em vez de saladas e alpista, pelo que a preferência do saboroso sobre o saudável não me parece aplicar-se, mas sim o conceito de "doce disfarçado de saudável"

      Eliminar
    4. Não digo que não haja pessoas que o fazem porque é moda ou porque estão convencidas que é saudável mas não acho que se possa generalizar que todas as pessoas que escolhem comer granola o fazem por essas razões.
      Por exemplo, há cerca de um ou dois anos atrás o que tinha virado modada nos blogs era comer sushi, os blogs em que as fotografias do sushi apareciam também eram maioritariamente os que promoviam aquela ideia de alimentação saudável e apareciam a par de fotografias de saladas, sumos detox e afins. Podemos assumir que não há pessoas que realmente gostem de sushi e que não prefirem sushi a uma massa italiana mais calórica?

      Eliminar
    5. Claro que sim, gosto igualmente de sushi e de massas italianas. Acontece que se é para emborcar 500 calorias numa refeição, ao menos que esteja consciente disso, o que não me parece que aconteça em pessoas que se privam de tudo o que é doces e massas e coisas boas e depois enfiam uma quantidade obscena de açucar na forma de mel e maple syrup, e óleos pela goela abaixo sem sequer se aperceberem. E se eu acredito mesmo que prefiram comer um iogurte com granola que uma fatia de bolo de chocolate igualmente calórica: not really.

      Eliminar
    6. Já agora:

      http://www.dailymail.co.uk/health/article-1389515/That-healthy-bowl-granola-sugar-coke--fat-fries-Busting-diet-food-myths.html

      Eliminar
    7. Desculpa meter o bedelho, mas acho supinamente fofinho estas novas modas ou correntes dietéticas, que diabolizam os hidratos de carbono, proibem pão, mas depois aconselham gelatinas para encher. Gelatina, que consiste em ossos e cartilagens moídas, açúcar e corante, de valor nutricional nulo, a não ser que se sofra de carências de cálcio, e nesse caso mais vale leitinho e peixe.
      E é só ler os rótulos destes produtos tipo cereais e granolas. Além de hidratos com fartura, ainda levam açúcares de todo o tipo, alguns deles sintéticos e que o nosso corpo não digere, ou seja, são armazenados e não queimados. Já o pão, a simples e mágica junção de água, farinha e fermento, é que é mau. Tá bem abelha, ideias ao dinheiro. Mê rico pãozinho, minha rica massinha. SE querem mais saúde, comam pão integral. Ao menos não tem açúcar. E leiam os rótulos.

      Eliminar
    8. Numa breve busca com "granola calories" encontrei valores "per serving" na ordem das 500 kcal, ou seja, o mesmo que um big mac, no kidding.

      Eliminar
    9. O mesmo valor calórico de 100 gr de chocolate. Lá está, meu rico pão com manteiga.

      Eliminar
    10. Não costumo comprar granola mas não tenho qualquer dúvida de que a maior parte das granolas vendidas por aí não são muito diferentes de cereais tipo chocapic a nível de açucares... foi precisamente por partilhar o ponto de vista da Luna sobre a ingestão de calorias que deixei o meu primeiro comentário: não disse de forma alguma que granola era a opção mais saudável para um pequeno-almoço mas apenas que a escolha de granola ao invés de corn flakes pode ser feita não com base no que é ou não saudável mas sim com base no que é mais saboroso.

      Eliminar
    11. Bem, a questão, pelo menos para mim, que faço a minha própria granola, é que sei o que lá ponho. Mel e manteiga de amendoim, aveia e alguns frutos secos. As calorias são importantes? São. Mas os nutrientes são bem mais. E não há comparação possível entre uma granola e um big mac ou uma granola e uma fatia de bolo de chocolate, coisas de que também gosto e, sim, também como. Mas, acredita, a granola caseira, com iogurte caseiro, também, é deliciosa. A questão dos açucares sintécticos e dos óleos é o que me faz não comprar cereais industrializados. Muitas vezes, os alimentos mais saudáveis não são os menos calóricos. A manteiga de amendoim, feita em casa, é mais calórica que uma margarina light. E qual é mais saudável? Incomparavelmente, a manteiga de amendoim caseira. Ler rótulos é preciso, conhecer nutrientes e funções também. Eu não sou radical, nunca fui, nunca vou ser, o meu pequeno almoço é pão escuro, com meia de leite ou smoothie de fruta, não deixei o gluten totalmente nem vou deixar, não deixei o leite nem vou deixar (fiquei foi intolerante a lactose,por isso bebo leite sem lactose), mas,sim, preocupo-me em tentar ter uma alimentação o mais saudável e natural possível.

      Eliminar
    12. Confesso que me faz alguma confusão uma pessoa andar a comer 3 folhas de alface ao almoço e ao jantar e depois enfiar um big mac calórico sob a forma de granola ao pequeno almoço ou lanche. E embora haja gorduras/açucares mais saudáveis que outros (conceito que está constantemente a mudar) desenganem-se: calorias são calorias.*

      *num estudo recente um cientista alimentou-se exclusivamente de twinky bars e afins mas controlando o intake calórico e não só perdeu peso como os seus valores de colesterol, etc, melhoraram, mostrando que o consumo calórico tem grande importância (http://edition.cnn.com/2010/HEALTH/11/08/twinkie.diet.professor/)

      (dado que eu para perder peso tenho de consumir menos de 1500 por dia, enfiar um terço quase sem me aperceber, thanks but no thanks)

      Eliminar
  8. A granola é o mesmo tipo de alimento que o muesli, mas a diferença é que tem mais sementes e oleaginosas, os cereais que contém restringem-se, geralmente, a aveia não contaminada de forma cruzada; portanto, é indicada para celíacos.

    ResponderEliminar
  9. Eu gosto desses petiscos tipo sementes sozinhos e em iogurtes e coisas que tais mas tirem-me a minha cerelac (que trago de portugal) e tiram-me tudo!

    ResponderEliminar
  10. Aprendi esta com o meu chefe ultra chique e super viajado. A granola, que podes comprar no MIOSOTIS, ali na lateral da FCG, come-se com gelado de Açaí, que compras na loja TAÇAÍ uns metros à frente do museu de Arte Antiga, ou no quiosque do jardim da estrela. Vinte euros cada quilo o gelado roxo. A granola é barata. Claro que podes comer com iogurte e tal, mas chique chique mesmo o açaí.

    ResponderEliminar
  11. Luna, não costumo comentar o blog, mas vou faze-lo porque alterei a minha alimentação, e diria que se enquadra neste post. Alterei não no sentido de dieta rigorosa para perder peso, mas para ser mais saudavel. Nao me privo de nada se for a 1 restaurante, mas em casa esforço-me por comer bem, saudavel e de forma equilibrada.

    O meu pequeno almoço tem tudo o que referiste no inicio, excepto granola! Linhaça, goji, camu camu, spirulina e chia. Com iogurte. Sou intolerante a lactose, portanto tive de eliminar o leite, que gosto muito mas causava-me muito mau estar. A lactose ja fermentada no iogurte ate ver nao me provoca nada. Linhaça porque e fibra e efectivamente regulariza-me o intestino. Goji pelos antioxidantes, porque tambem me preocupo com a estetica. Chia pelo calcio, uma vez que nao bebo leite. Spirulina porque tem 1 quantidade absurda de vitaminas, B a K. Camu camu é DDR de vitamina C. Fui acrescentando ingredientes, e ao inicio nao adorava a mixordia, mas hoje ja gosto. Almoço e jantar, sopas, verduras, quinoa, carnes brancas, peixes. Isto em casa. Na rua bebo vinho, moderamente, como massas, batatas fritas o que for. Mas tudo com equilibrio. O mais importante, sinto-me saudavel e gosto dessa sensação.

    Desculpa o testamento. Mas inspirei-me em bloggers (brasileiras principalmente) para esta alteração e pode existir quem seja genuino.

    Ja agora gosto muito do blog.

    ResponderEliminar
  12. A granola sem açúcar é "saudável", porque é composta de cereais, muitas vezes integrais, misturados com frutos secos, oleaginosas. Mas, como todos sabemos, os frutos secos são hipercalóricos, daí que a granola mesmo sem açúcar seja muito calórica. Para a tornar mais agradável (porque aquilo sem uma fonte de adoçante não tem graça nenhuma), depois une-se tudo com mel ou açúcar amarelo ou açúcar de cana, ou o raio. O que torna a granola numa super bombinha calórica, muito pior que os cereais açucarados dos supermercados! Aliás, se forem comparar os rótulos (eu sei porque já o fiz), verão que os fitness, os special k e esses que supostamente fazem bem (e são menos calóricos que qualquer granola) são mais calóricos do que, por exemplo, o chocapic. Chocante, não é? Portanto, por ser um alimento "saudável" não significa que seja apropriado para consumo sem limites, muito menos para emagrecer. É como o azeite - é uma gordura saudável, mas não deixa de ser uma gordura e tem tantas calorias como a manteiga, senão mais! Há muito de marketing nisto :) a mim sempre me disse quem percebe do assunto para evitar os cereais e comer pãozinho old school, escuro de preferência, ou então flocos de aveia simples, só com fruta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A granola saudável chama-se muesli.

      Eliminar
    2. Exacto. Até há um sem açúcar, da Alpen. Mas não é nada bom. Blhack. Mil vezes um pãozinho!

      Eliminar
    3. Na verdade, qualquer m uesli tostado (ou desidratado) é designado por granola. É possível tosta-lo a seco, sem adicionar mel e óleo alimentar, ou subsistituindo esses ingredientes parcial ou totalmente por puré de maçã. Acho que isso faz uma granola saudável.

      Eliminar
  13. Aqui está um post e respectivos comentários, que vão de encontro aos meus pensamentos nos últimos meses...Sou apologista de uma alimentação saúdável e variada, sem extremismos. Aliada ao exercício físico regular, naturalmente, os resultados são conseguidos e visíveis a vários níveis. Noto alguma precipitação no seguimento destas tais "modas" lançadas um pouco por toda a blogoesfera. Acho óptimo que se incluam alimentos benéficos nas refeições diárias mas depois cai-se num certo exagero. Agora digam-me de vossa justiça, para não me sentir tão ingénua: já vos aconteceu seguirem um blogue onde se fala tanto de comida, com imagens maravilhosas de refeições coloridas e "super-saudáveis", planos de exercícios e mais fotografias de perninhas torneadas a correr por estas estradas fora e depois, ao ver uma fotografia da autora, esta não corresponder de todo, à imagem que entretanto foi transmitindo?!

    ResponderEliminar
  14. Blog encantador,gostei do que vi e li,e desde já lhe dou os parabéns, também agradeço por partilhar o seu saber, se desejar visitar o Peregrino E Servo, ficarei também radiante
    e se desejar seguir faça-o de maneira que possa encontrar o seu blog, porque irei seguir também o seu blog.
    Deixo os meus cumprimentos, e muita paz.
    Sou António Batalha.

    ResponderEliminar
  15. Não sabia que era moda. Aqui há a rodos, prateleiras e prateleiras sem fim nos supers e eu experimentei. Acho os cereais muito doces e só os posso comer com leite soja ou iogurte de soja, que fica uma papa nojenta, portanto achei que granola/ muesli ia saber melhor. Bleargh! A maioria parece cubos de açúcar com frutas cristalizadas... o pavor! Já para não dizer ao triplo do preço dos corn flakes normais. Encontrei uns muesli marca branca de um super menos doces (mas mais refinados). Misturo uma mão desses com um mão de bran flakes (marca branca tb que é menos doce) com iogurte de soja de pêra ou mirtilos e a mistura até nem é de todo má. Às vezes corto um quadrado de chocolate negro de culinária em pedacinhos para dar vontade de comer aquilo. Mas qq opção de cereais pela amanhã é para metabolizar em açúcares num instante e estares de estômago a roncar às 10. 'A falta do pão integral fresquinho com fiambre e café pela manhã, às vezes afinfo-lhe com um ovo cozido, à bifa, e duro bem até ao almoço. Vantagem é que podes cozer os ovos todos para a semana de antemão e guardar (com casca) no frigo. Descascar de manhã e ir mastigando devagar pelo caminho, pa não dar soluços. Experimenta. Proteína rules.

    ResponderEliminar