6 de junho de 2010

Se quiserem, eu depois explico

Quantas horas até alguém me vir dizer que "trombose mental" não existe?

10 comentários:

  1. LOOOL!

    Here we go again!!

    Vá, diz comigo: Take me now, Lord!
    (esta perceberás melhor depois)

    ResponderEliminar
  2. Ás vezes penso em fazer apostas aqui no blogue, tipo: quanto apostam que alguém vai dizer isto ou aquilo? Infelizmente, se eu o disser aqui já não resulta, pelo que só dá para o fazer em privado e rir em público.

    ResponderEliminar
  3. é uma consequencia da universalidade do formato... Pouco tempo depois de abordares um tema, o Especialista - normalmente pessoa desprovida de leveza e sentido de humor - prontamente corrigirá qualquer tecnicidade mal utilizada. Passo-me com os puristas, também.

    Relax, isto é só um blog...

    ResponderEliminar
  4. tu até te divertes com isto, confesso

    ResponderEliminar
  5. Os comentários se calhar são tão previsíveis como os teus posts, ou melhor, como as tuas reacções !! Bonito quando todos se conhecem tão bem! :-))

    ResponderEliminar
  6. Exacto. Aliás, até posso começar a fazer posts em branco, e deixar o pessoal comentar a ver se acerta. Boa?

    (btw, este é o tipo de comentário que aparece 99% das vezes: o de virar aquilo que eu digo contra mim. muito previsível)

    ResponderEliminar
  7. mulher certa: então não? é um fartote!

    ResponderEliminar
  8. nem traumatismo craniano no pulso...

    ResponderEliminar
  9. Existe, pois!
    Tendo em conta que a mente tem residência no cérebro e que "trombose" não é mais que um coágulo formado no interior de um vaso sanguíneo... o que seria um AVC (ie, acidente vascular cerebral) senão uma trombose mental?
    É como chamar Special One ao Mourinho! ;P

    ResponderEliminar