13 de julho de 2010

O comentário chico-esperto

Confesso que me divirto bastante com os comentários chico-esperto. E o que são comentários chico-esperto? São aqueles em que o comentador, com o único propósito de me chatear, que a gaja tem a mania que é esperta, mas vai ver o que é bom para a tosse, baixa já a bolinha, tenta atingir-me através de bocas altamente elaboradas, na sua cabeça, mas que não passam do género zé dos matraquilhos da sociedade recreativa da reboleira, quando se está a gabar entre os amigos sem dentes. O objectivo é esmagar-me intelectualmente, tal como seria ter passado na escola, deixando sugestões em aberto, insinuações provocatórias, só que em vez de algo irónico e mordaz, faltando subtileza, sai apenas algo parvo, vazio de conteúdo, que espremido não significa nada e que nem o próprio saberia desenvolver a pedido, não cumprindo minimamente o objectivo. E em vez de me chatear, dá-me pena.

8 comentários:

  1. partilho do sentimento. também tenho desses queridos no meu blog, de vez em quando.

    ResponderEliminar
  2. Não ligues, isso passa-lhes. :)

    ResponderEliminar
  3. Eu oiço comentários desses todos os dias.

    Pessoas que imaginam que são mais do que nós. E vai-se a ver... São tão menos...

    Realmente dá pena!

    Luigi

    http://oblogdoluigi.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. ahahah, onde éque eu li recentemente: "Não é por nada, mas eu sinto desprezo intelectual por 99% das pessoas com quem lido"
    ahahah

    ResponderEliminar
  5. Concordo inteiramente! Deus nos livre de gente dessa.

    Aquele abraço,

    ResponderEliminar
  6. Só mesmo naquela, para que fique esclarecida a minha posição em relação ao teu blog que, já nem me recordo como o "apanhei" na blogosfera: eu gosto porque é simples, honesto, inteligente. Aliás, já não é a primeira vez que digo e repito que quando crescer mais um bocadinho quero ser assim, como a tua pessoa; não é ser como tu, que isso é aborrecido, mas ter o teu feitio (bahh! já tenho mau-feitio desde nascença) e ser imensamente inteligente (já começo a ser também). Que de futilidades o mundo está cheio, está, mas depois de ter percebido que as pessoas que liam o meu Blog atiravam postas de pescada (que expressão tão "bónita"!)sobre a minha vida, porque eu também escrevia por lá umas coisas mais ou menos pessoais (mais ou menos!), desisti de ser mais séria e passei a misturar tudo. Querem falar das novelas? Falemos de novelas que eu também as vejo! Querem falar de futebol? Pá, já é mais complicado, porque eu só sei dizer mal deles uma vez que não fazem puto e ganham dinheiro que nunca mais acaba. Querem falar de saldos? Falemos de saldos porque de outra forma, da maneira como a economia nacional está (e ainda irá piorar mais) chegará o dia em que é preciso fazerem-se saldos nos supermercados para a nossa alimentação. Portanto, se alguma vez me atirarem que o meu blog é cor-de-rosa, eu nem respondo. O meu blog é aquilo que eu quero que ele seja: tem as minhas colagens, tem a minha música, tem as minhas opiniões, não tem o meu trabalho porque se tornou agora um pouqinho mais confidencial, mas tem o essencial da minha vida sem ser excessivo ou, melhor ainda, sem entrar no nosso conceito de privacidade. Que te chamem coisas e loisas, é deixá-los falar porque como se diz por terras lusas: os cães (e cadelas) ladram e a caravana (nós e por alguma razão o meu Blog é A carroça de..)continua a passar, sem grandes sobressaltos (porque a vida está cheia deles, nós é que temos de seguir a dança que ela proporciona). Já não vou reler isto, portanto espero que faça sentido. Beijinhos Ana!

    ResponderEliminar
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar