22 de fevereiro de 2012

Coisas que acontecem

Estar muito descansadinha aqui no escritório e virem-me chamar porque tinha havido um "pequeno" acidente provocado pela minha aluna, que se esqueceu do azoto líquido a correr enquanto foi num instante ao outro lab, tendo começado a verter para o chão. E então, perguntam vocês? 

Então que é isto:



Ups.


(infelizmente já não o apanhei a fumegar)

29 comentários:

  1. Às vezes lá calha... mais uma história que fica para contar.
    Não fazia ideia que o revestimento do chão se dava mal com o "fresquinho" do Azoto.

    ResponderEliminar
  2. Há 44 anos trataram um bicho nos intestinos do meu irmão com azoto... está vivo? Sim :)

    ResponderEliminar
  3. A tua aluna não viu o Terminator 2, está visto.

    ResponderEliminar
  4. Não, não bebeu nada, o pobre. Foi mesmo pelo rabo acima.

    ResponderEliminar
  5. Sempre tive um medo irracional de azoto líquido! Quando tenho de o usar porque não há outra hipótese, até começo a suar. A culpa foi da professora de química do secundário que partiu uma casca de banana para mostrar o que podia acontecer aos nossos dedos...

    ResponderEliminar
  6. agora ficam também a saber o que acontece ao chão. :(

    ResponderEliminar
  7. ora aí está um grande upsss! :(

    ResponderEliminar
  8. É uma pena a comercialização de Azoto não existir. No parque de estacionamento de uma certa empresa, fazia uma festa.
    Isto presumindo que tenha uma reacção idêntica com borracha.

    ResponderEliminar
  9. Pronto, já perguntei à mãe dele a história correcta. Ele tinha um bicho/larva/verme/whatever e aos 14 meses dele havia um bicho já tão grande (era daqueles que crescem dentro da pele) que era mesmo preciso matar o bicharoco. Deram-lhe micro injecções de azoto líquido à superfície da pele, na zona afectada. Não foi pelo rabo, sorry :)) Anyway, tudo isto para dizer que o meu irmão ia tendo um chilique, a mãe dele ia morrendo e dizem as más línguas que o nosso pai chorou.

    ResponderEliminar
  10. Adenda: já há orçamento. 300 euros.

    ResponderEliminar
  11. Quem é que vai pagar? Esse chão é caro!
    É uma cena mesmo à filme, vai-se 2 minutos a qualquer lado e quando se volta está o laboratório destruído.

    ResponderEliminar
  12. sai do orçamento do grupo. (nao ia ser eu ou ela, claro)

    ResponderEliminar
  13. Pois, era o que mais faltava pedirem-vos para pagar o chão. Mas como tudo é possível só me queria certificar.

    ResponderEliminar
  14. 8| note to self: nunca deixar o azoto liquido destapado.

    ResponderEliminar
  15. Destapado nao há problema, que evapora. não deixar é a encher a garrafa enquanto se vai ao lab num instante (especialmente quando o tanque foi abastecido e tem mais pressão).

    ResponderEliminar
  16. A tua questão com alunos deve ser qualquer coisa semelhante à minha com certas crianças... Dito isto, compreendo-te. Estou contigo! (mão a bater no peito)

    ResponderEliminar
  17. A questão que se coloca é: a aluna não sabia o que podia acontecer?

    É que se sabia essa questão do orçamento para reparação ficava muito resolvida à partida.

    É mais ou menos como cardiologistas estar a transplantar um coração e a meio dizer "vou ali num estantinho fazer xixi e já volto"

    ResponderEliminar
  18. Cláudia:

    acidentes podem acontecer. Por vezes, quando o tanque está com pouca pressão, demora bastante tempo a encher o recipiente, pelo que ir dois minutos ao laboratório do lado não constituiria um problema. Infelizmente hoje a pressão estava mais alta, e aconteceu.

    De qualquer forma, ninguém espera que quem trabalha num laboratório pague do seu bolso estragos causados por estragos não propositados, isto é, acidentes.
    O chão é só 300€, mas há equipamentos que custam 20.000€, e é por isso que há seguros.

    ResponderEliminar
  19. p.s. e fiquei a saber que não foi a primeira vez. já aconteceu várias vezes no passado, e continuam a pôr chão não resistente.

    ResponderEliminar
  20. podia ser pior...podia ter caído nos pés de alguém (esse é o meu medo sempre q trabalho com isso ufff)!!

    ResponderEliminar
  21. Cat: foi a primeira coisa que o meu chefe me perguntou quando lhe tive de contar a novidade.

    ResponderEliminar
  22. Já agora, comentário de um colega que viu aquilo logo a seguir a ter acontecido:

    "lindo, parecia o Thriller"

    ResponderEliminar
  23. Estou a ajudar a divulgar este blog : http://rosita-artes.blogspot.com/.
    Visite, tem coisas bonitas (:
    Deixe a sua opinião.

    ResponderEliminar
  24. Lá se foi o pavimento contínuo... Passou a descontínuo...

    ResponderEliminar
  25. Uma vez uma mulher por quem me apaixonei derramou azoto líquido sobre o meu coração... lol

    Luna, acho que foi para o Passos Coelho ficar mais descansado que o PS arranjou um Seguro com secretário geral. Imagine se o nosso primeiro-ministro se esquece da torneira aberta? Sim, a torneira do azoto líquido das medidas de austeridade que enchem o buraco do défice. Ficávamos todos partidos! Assim estamos partidos mas temos um Seguro. Hum... então porque é que eu não me sinto seguro?

    Juanna:

    Essa sua descrição do bicho sob a pele fez-me lembrar o filme The Thing:
    http://www.youtube.com/watch?v=5ftmr17M-a4
    E cuidado com os smiles! Pode estar a ser contaminada pela Isabel Metello! ahah - sim, estive a cuscar um post antigo eheh

    ResponderEliminar
  26. Luna, existe algum tipo de chão resistente a temperaturas de -200º?

    ResponderEliminar