1 de setembro de 2012

Os chatos

Há um tipo de pessoas que, sendo bem intencionadas, e não sendo chatas no sentido geral da palavra, por serem obcecadas com pequenos detalhes, muitas vezes acabam por complicar tudo num grupo de pessoas descomplicadas e mais "laid back" que só querem passar um bom bocado. São aquelas pessoas que nunca estão satisfeitas com o simples e prático, e nos fazem andar de restaurante em restaurante até descobrirem um que lhes agrade, quando as restantes dez pessoas teriam ficado perfeitamente bem na primeira pizzeria em que se passou há uma hora. Ou que, nem sequer gostando de cerveja, ao entrar num bar com uma selecção que agrada a todos os restantes, que gostam de cerveja e já ficariam perfeitamente satisfeitos mesmo que só houvesse Heineken, mas ainda mais com o facto de haver Palm e Leffe on tap, pergunta ao barman por uma cerveja raríssima com um sabor qualquer, tipo Kriek, que é o que as gajas que não gostam de cerveja bebem, e quer mudar para um bar no outro lado da cidade, fazendo as outras dez pessoas que só querem sentar-se e beber um raio de uma cerveja normal descontraidamente terem de se mudar. Ou que, numa festa, resolve que há qualquer coisa com o som das colunas que não está perfeito, e ali fica a testá-las durante horas, com toda a gente aborrecida por não haver música, à espera que finalmente esteja tudo perfeito, e quando está, está na hora de ir para casa. Estas pessoas, por serem difíceis de agradar, não conseguem gozar nada que não seja perfeito dentro dos seus standards altíssimos, o que nem seria um problema, não fosse o facto de quando em grupo lixarem todas as outras menos exigentes, e para quem a companhia é o mais importante.

29 comentários:

  1. E isso está tudo combinado numa mesma pessoa? Espero bem que não..

    ResponderEliminar
  2. Ahah, pensei o mesmo que a margarida " será que ela está a descrever só uma pessoa?"...

    ResponderEliminar
  3. Nao mas quase. Digamos que é 2 out of 3. Mas posso acrescentar a vez em que tentámos comprar uma nespresso em promoção para o lab, mas precisávamos de um certo número de pessoas, e a que faltava resolveu que só queria se fosse para comprar a que fazia cappuccinos, e custava 4 vezes mais, o que inviabilizou a compra...

    ResponderEliminar
  4. É que não há paciência! Ainda tem muita sorte de continuar a ser convidada.
    Há gente mesmo chata, nem há outro nome, é muito melhor não ter máquina nenhuma de café se não for a de cappuccinos. Se quer assim tanto vende-se uma coisa no ikea que faz espuma por 1 euro e qualquer coisa, está o cappuccino feito.

    ResponderEliminar
  5. Ah, e ontem acabámos a jantar num mexicano em Delft, depois da pessoa decidir que nao lhe apetecia italiano, mesmo com o colega que lá vive a recomendar aquele italiano por ser bom e barato, e bem mais compatível com o colega muçulmano, e acabei a pagar 17€ por duas mini tortillas com carne picada de recheio, e duas colheres de sopa de arroz e feijão.

    ResponderEliminar
  6. Margarida: como um colega meu disse ontem em desabafo "ele tem um candeeiro de 2500€...". :)

    ResponderEliminar
  7. P.S. isto é mais complicado quando até se trata de uma boa pessoa, que é óptima a organizar eventos e é super prestável, mas depois por vezes por pormenorezinhos de nada se torna uma pain in the ass.

    ResponderEliminar
  8. Não conhecendo a pessoa em questão, cheira-me tudo a um adjectivo: mimada. Ou isso ou perfeccionista, neste caso é difícil distinguir.

    Que candeeiro é esse? Diamantes e ouro branco? É muito dinheiro...

    ResponderEliminar
  9. É daqueles tipos que escolhe tudo perfeito, mesmo que nao seja funcional. Tipo, chão aquecido, mas cujo revestimento nao dá para andar com sapatos com saltos ou assim que estraga...

    ResponderEliminar
  10. Às vezes é uma pena que sejam assim, porque se desse para tirar a fatia manienta, seriam do melhor. E há os outros que além de manientos, são péssimos e até dá um certo prazer sádico fintar-lhes as manias.

    ResponderEliminar
  11. Mac, lá está, mas com uma pessoa terrível, as pessoas não fazem a vontade e estão-se nas tintas. Mas quando é uma pessoa que ajuda os outros e no geral é porreira, torna-se mais dificil dizer que não, mesmo quando estão a ser bem chatinhos.

    ResponderEliminar
  12. Foste ao La Catina? Já moro em Delft há 3 anos :)
    Ontem (numa graaande coincidência) estive no La Cantina de Scheveningen porque organizaram o lab-uitje na praia mesmo lá em frente (máximas de 17 graus!)

    ResponderEliminar
  13. Acho que sim, mesmo na praça central?

    Também tiveste lab-uitje no mesmo dia? :)

    (na nossa tradição, no lab-uitje está sempre mau tempo e de chuva, no ano passado ficámos todos encharcados)

    ResponderEliminar
  14. Luna, se eu não soubesse onde trabalha a minha colega de casa diria que era ela :P

    ResponderEliminar
  15. Só me torno uma p'ssoa muito mal disposta e niquenta se me dizem que não há cola zero ou light, só da normal. Dizerem que só há pepsi dá-me vontade de partir aquela m* toda, mas não obrigo ninguém a mudar de restaurante.

    (e aqueles vegetarianos que querem pratos da ementa normal, mas sem carne, quando até há pratos que podiam pedir e não dariam tanta maçada na cozinha; e depois chateiam os carnívoros todos descrevendo os horrores por que passaram os bichos para estar ali?)

    ResponderEliminar
  16. sim, os vegetarianos sao outros complicadinhos que lixam tudo num grupo. mas hoje em dia já quase sempre há pratos vegetarianos (pelo menos aqui) em todo o lado.

    ResponderEliminar
  17. Será que saiste com a minha amiga!! É que ela é assim, tudo isto está incluído nela!! É maravilhoso sairmos com ela como devem calcular!!
    Ah e nem todos os vegetarianos são assim... Não me aborreço que comam carnem nem faço discursos sobre as torturas animais mas aborece-me deveras quando não há um único prato de não leve a maldita carne!! Felizmente já começa a ser raro.

    ResponderEliminar
  18. Sophia, aqui na maior parte dos sítios há opções veggie e tudo bem. Aqui o que criticávamos é quando há pratos veggie mas os veggie querem adaptaçoes dos outros pratos em veggie. Eu pessoalmente estou tao habituada a vegetarianos que quando organizo jantares tenho sempre uma opção vegetariana (ter uma vegetariana na familia, obrigando a pratos vegetarianos no natal ajuda a aprender).

    ResponderEliminar
  19. Eu sou extremamente exigente e perfeccionista e no entanto seria incapaz de incomodar 10 pessoas com um capricho meu. E como sou sempre a pessoa que se arrasta pela esquisitice dos outros, e que não consigo dizer que não, deixei de me dar com algumas delas.

    ResponderEliminar
  20. Atenção, nada contra vegetarianos, e até gosto muito da comida. Só que aqui no burgo não se pode pedir milagres. Cada vez há mais essa opção, felizmente.

    ResponderEliminar
  21. Eu já fui mais assim. Confesso que sou um pouco exigente, mas tento não lixar ninguém se vou em grupo. Quando vou sozinha ou com o meu Bomboco, admito que sou um bocado mais chata. Mas nem é por mal. No entanto, tenho consciência de que estou muito melhor lol
    Já fui terrível ;)

    ResponderEliminar
  22. E quando há um/a assim no círculo mais fechado da família? Hã?
    É atroz, não te digo nada!!!

    ResponderEliminar
  23. *mais chegado, digo.
    É dos nervos, dos nervos que este texto me provocou e das lembranças que me trás. Grrrrrrrrrrrrrr!

    ResponderEliminar
  24. Olha, eu não tinha paciência. O que é demais é erro. Quando a coisa se torna repetitiva...mas vocês nunca lhe disseram nada? Às vezes a solução é fazer com que a pessoa tenha a noção do que o que está a fazer incomoda o resto das pessoas.

    ResponderEliminar
  25. Terá sempre de existir um meio termo não é?!
    Mas não desviando do assunto, há pessoas assim sim...
    E quando todos os outros já estão fartos de andar de uma lado para o outro ou do mau-humor da insatisfeita e ela(ele) diz, ah vou para casa! Fiquei sem vontade de comer!!!
    aaaaaaaaaaaaaaahhhhh nervos!!

    ResponderEliminar
  26. Ó Luna, estou aqui a ver o tempo e lembrei-me de ti. Em Leiria 32 graus e sol, em Haparanda 12 e chove. Não há direito!

    ResponderEliminar
  27. Posso confirmar que está um calor de morrer em Pt e os meus amigos emigrados nos nortes das Europas só me falam em frio e chuva.

    ResponderEliminar
  28. esse povo precisa andar sozinho, sabes, viver sozinho, ir jantar sozinho, o diabo. ou então de voltar aos 5 anos e aprender o que é viver em grupo. aprender a ceder, uma vez na vida.

    ResponderEliminar